“Chapecoense é um clube que cativa pessoas pelo Brasil”, diz Hyoran

0
Divulgação

Ao eliminar o Junior Barranquilla, a Chapecoense fez história e chegou as semifinais da Copa Sul-Americana. Já é a melhor campanha de um clube catarinense na competição continental. Além disso, com a eliminação do Coritiba na fase anterior, o Verdão do Oeste passou a ser o único representante brasileiro vivo no torneio de 2016.

Principal revelação recente da equipe, Hyoran, acredita, inclusive, que outras torcidas pelo País torcerão pela Chape na reta decisiva da Sul-Americana. “Creio que por sermos o único time brasileiro na Sul-Americana e pela Chapecoense ser um clube que cativa muitas pessoas pelo Brasil, teremos muitos torcedores de outros times nos apoiando. Talvez os únicos rivais que não torcerão são os torcedores dos times de Santa Catarina”, opinou o camisa 10.

Mesmo já fazendo história, a Chapecoense não está satisfeita e deseja muito mais na Sul-Americana. “Já demonstramos dentro de campo que temos condições e podemos sim almejar uma vaga na final e, quem sabe, até o título. Os outros rivais são clubes mais tradicionais, no entanto, nosso time vem muito bem na competição”, declarou Hyoran, que tem 37 jogos na temporada. Os números poderiam ser ainda melhores se o meia não ficasse afastado um mês dos gramados em virtude de uma cirurgia no ombro esquerdo.

O adversário da Chapecoense nas semifinais será o San Lorenzo. O primeiro confronto acontece nesta quarta-feira em solo argentino, às 21h45. Hyoran demonstra bastante respeito pelo time que tem como torcedor ilustre o Papa Francisco. “O San Lorenzo é um clube de muita tradição e de muita qualidade. Sabemos que vão ser jogos muito duros. Veremos a estratégia do Caio Junior para esses confrontos e vamos buscar essa vaga na final”, concluiu.

Compartilhar

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Sign up to our newsletter!