Santa Catarina contrata mais do que demite, aponta Caged

0
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Pelo segundo mês consecutivo, Santa Catarina contratou mais do que demitiu em setembro deste ano, informou nesta quarta-feira, o Ministério do Trabalho. O resultado do Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (Caged) é fruto de 64.884 admissões para 64.334 desligamentos.  A criação de 3.550 novos postos de empregos formais eleva o estado para o terceiro melhor resultado no ranking nacional, com uma variação relativa de 0.18%. “A economia volta a se recuperar, pois o empresariado investiu com a certeza dos agregados econômicos”, comemora o secretário de Estado de Assistência Social, Trabalho e Habitação, Geraldo Althoff.

Outro fator favorável, segundo o secretário, está intimamente ligado na diversificação da economia. “O estado que tem a economia centrada em um único setor, fica vulnerável ao mercado. O que não é o nosso caso”, completa. Entre os municípios catarinenses com mais de 30 mil habitantes, o saldo positivo foi impulsionado pela indústria da transformação, com 0,14% do total agregado do Estado, que contou com 0,42% por conta da metalurgia.

Já a indústria do material de transporte teve um saldo negativo na ordem de 0,86%. De acordo com os técnicos da Diretoria de Trabalho, Emprego e Renda da SST, isso ocorreu por conta do alto preço da gasolina, um dos principais insumos do setor.

O Ministério do Trabalho e Emprego deve controlar as admissões e demissões de empregados sob o regime da CLT que ocorrem no país. A Lei 4.923/65 instituiu essa obrigação criando o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Compartilhar

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Sign up to our newsletter!